Novidades

Especialistas alertam sobre riscos de contágio de conjuntivite no inverno

Especialistas alertam sobre riscos de contágio de conjuntivite no inverno

O inverno começou e com ele diversas doenças. Além das doenças respiratórias, mais comuns nessa época, a conjuntivite viral, doença que ataca os olhos, começou a ser registrada com mais frequência em Alagoas. Especialistas acreditam que isso se deve ao clima da estação e a aglomeração de pessoas em locais fechados.

O analista de sistemas Diogo Nogueira foi um dos que foi atacado pela doença. Ele passou duas semanas em tratamento. “Eu sentia meus olhos vermelhos e irritados. Eles também coçavam muito. Então, quando fui ao médico, descobri que estava com conjutivite”.

De acordo com a oftamologista Camilla Rossiter, que atende pacientes do SUS em uma clínica de Maceió, os casos da doença cresceram nas últimas semanas. Segundo ela, os responsáveis por isso são o clima seco e a fácil transmissão da conjuntivite em locais onde existe aglomeração de pessoas.

“A transmissão do vírus responsável pela conjuntivite é mais comum nesta época. Já a doença causada por bactérias é mais comum no tempo seco, sendo mais registrada durante o verão. Locais fechados e com grande número de pessoas facilitam a proliferação destes vírus e bactérias, visto que as pessoas tem mais contato umas com as outras”, explica a otalmologista.

Camilla ainda aponta que os sintomas mais comuns da doença são olhos vermelhos e lacrimejantes, pálpebras inchadas, sensação de areia ou cisco nos olhos, secreção e coceira. Segundo ela, os pacientes devem procurar ajuda médica assim que apresentar qualquer um desses sintomas. Um oftalmologista pode identificar a causa e indicar um tratamento.

O número de casos também cresceu na rede particular. Segundo o oftalmologista Alex Barbosa, é importante que os pacientes sigam o tratamento corretamente, pois a doença pode evoluir para algo mais sério. “Se o paciente não tratar a doença, a infecção pode chegar às camadas mais internas do olho, e dependendo da gravidade do problema, pode provocar até cegueira.”

Ele conclui fazendo um alerta. Os sintomas da conjuntivite podem enganar e esconder uma doença mais grave, como glaucoma ou algum outro tipo de infecção.

Existem três tipos de conjutivite: a viral, a bacteriana e a alérgica. Apenas as causadas por virus e bactérias são contagiosas. Algumas das recomendações para evitá-la envolvem não coçar os olhos, lavar as mãos com frequência, trocar com frequência toalhas e fronhas que tenham contato com o rosto e não compartilhar qualquer item estético ou cosmético que entre em contato com os olhos.

Notícia retirada do site g1.globo.com/mundo.

49 2049 0100

Av. Getúlio Vargas, 681 S - Centro
Cep 89812-000
Chapecó - SC

Desenvolvido por BRSIS